BTT de Longa Distância rota recomendada

O Selvagem Início [GR33 - GRZ: BTT Setor 1]

· 1 review · BTT de Longa Distância · aberto
Responsável por este conteúdo:
Aldeias do Xisto Parceiro verificado  Escolha dos Exploradores 
  • O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início: Manteigas > Vale de Amoreira [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início: Manteigas > Vale de Amoreira [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início: Manteigas > Vale de Amoreira [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início: Manteigas > Vale de Amoreira [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início: Manteigas > Vale de Amoreira [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início: Covão d'Ametade > Manteigas [GR33 - GRZ: Etapa 1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início: Covão d'Ametade > Manteigas [GR33 - GRZ: Etapa 1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início: Covão d'Ametade > Manteigas [GR33 - GRZ: Etapa 1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início: Covão d'Ametade > Manteigas [GR33 - GRZ: Etapa 1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início: Covão d'Ametade > Manteigas [GR33 - GRZ: Etapa 1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
m 1400 1200 1000 800 600 400 200 25 20 15 10 5 km
Com uma extensão de 30 km, o Selvagem Início é o primeiro dos nove setores que compõem a GRZ. Liga o Covão d'Ametade à Área de Descanso de Valhelas.
aberto
moderado
Distância 29 km
2:15 h
315 m
1 233 m
Com uma extensão de 30 km, o Selvagem Início é o primeiro dos nove setores que compõem a GRZ. Começa no Covão d’Ametade, na Serra da Estrela, onde nasce o rio Zêzere, passa por Manteigas, Vale da Amoreira e termina na Área de Descanso de Valhelhas.

Conselho do autor

Deixe-se encantar pela paisagem ancestral que o rodeia ao longo do percurso e observe a flora e a fauna.

Reserve a sua estadia, experiência e refeição em Book in Xisto.

 

Resultados da Auditoria RESPONSIBLE TRAILS:

(Última auditoria em: Maio de 2020)

Sinalização > 3 - Falta sinalização em pelo menos um cruzamento que compromete a orientação sem mapa ou GPS

Conservação dos caminhos > 4 - Em bom estado de conservação geral mas com zonas pontuais de maior atenção

Conservação geral > 4 - Sem zonas de degradação identificadas

Estruturas informativas > 3 - Razoavelmente mantidas e com interesse

Estruturas interpretativas > 1 - Inexistentes ou sem o mínimo de qualidade e/ou inúteis

Estruturas de apoio e segurança > 4 - Estruturas essenciais bem mantidas

Interação com comunidade > 3 - Interação/contactos pontuais com a comunidade

Integração na paisagem > 4 - Bem integrado na paisagem e com pontos de interesse

Segurança geral > 4 - Apresenta situações pontuais de baixo risco

Foto do perfil de Aldeias do Xisto
Autor
Aldeias do Xisto
Atualizado: 23.07.2021
Dificuldade
moderado
Técnica
Condição
Experiência
Paisagem
Ponto mais alto
1 429 m
Ponto mais baixo
504 m
Melhor época do ano
jan
fev
mar
abr
mai
jun
jul
ago
set
out
nov
dez

Informação de segurança

Atenção ao calor no verão e ao piso escorregadio no inverno. Os níveis de dificuldade e tempos apresentados são apenas indicativos. Foram calculados numa base de esforço físico e não contemplam paragens. Faça a sua estimativa analisando os dados técnicos do troço a percorrer.

 

Existe mais do que um cruzamento sem sinalização pelo que recomendamos a utilização de GPS ou APP. 

 

Contactos úteis

SOS Emergência: 112

SOS Floresta: 117

Câmara Municipal de Manteigas: (+351) 275 980 000 |

Câmara Municipal da Guarda: Câmara Municipal da Guarda: (+351) 271 220 220 |

Câmara Municipal da Covilhã: (+351) 275 330 600 |

Dicas e sugestões

O rio Zêzere nasce junto à Torre, a cerca de 1993m de altitude, precipita-se por entre as paredes íngremes dos Cântaros e começa a ganhar forma no Covão d´Ametade, onde se passeia com sobeja vaidade, como que preparando-se para engrossar o caudal para depois o depositar, com toda a sua força, no rio Tejo. A Serra da Estrela é a única em Portugal onde se fez sentir de forma singular a ação glaciária, deixando numerosos testemunhos na paisagem, tal como rochas polidas, blocos erráticos, covões, moreias e lagoas glaciares ou profundos vales em U, como é o caso do Vale Glaciar do Zêzere.

O concelho de Manteigas, em pleno Parque Natural da Serra da Estrela, oferece aos visitantes uma paisagem diversificada e com elementos ímpares de grande beleza e tranquilidade, que possibilitam o contacto íntimo com a natureza. O elemento água é estruturante, permitindo o desenvolvimento de atividades económicas em seu torno. A aposta no termalismo, com as Termas de Manteigas, ou na truticultura, com o Viveiro das Trutas, são alguns exemplos. A pastorícia e as atividades com ela relacionadas deu origem a uma indústria ligada aos lanifícios que motiva a realização de anual da Expo Estrela. A cascata da Fonte Paulo Luís Martins, que nunca para de brotar a sua água refrescante, o Poço do Inferno, uma queda de água com cerca de 10 metros, com origem na garganta aberta pela Ribeira de Leandres ou as Penhas Douradas são locais imperdíveis.

É de aproveitar a passagem em Vale da Amoreira para visitar o Cruzeiro, a Igreja Matriz, a Fonte das Alminhas e outros fontanários. As praias fluviais e as paisagens naturais são também elementos marcantes desta localidade. Os pratos confecionados à base do peixe do rio são de prova obrigatória.

Banhada pelas águas calmas, límpidas e frescas do rio Zêzere e marginada de frondosos choupos, amieiros, freixos e salgueiros, a Praia Fluvial de Valhelhas proporciona aos seus visitantes a contemplação de toda a envolvente natural existente num dos sublimes recantos do Parque Natural da Serra da Estrela. Já integrada no concelho da Guarda, está inserida na extremidade do Vale Glaciar da Serra da Estrela, na paisagem íngreme revestida de xisto onde o Rio Zêzere serpenteia por entre terrenos cultivados, pomares, floresta e bosques ribeirinhos. Ao longo do ano são vários os quadros que estas paisagens podem oferecer: no Inverno a neve cobre o cimo das serras, os tons outonais e o verde primaveril proporcionam ambientes únicos e no verão as águas frescas e translúcidas fazem as delícias dos frequentadores da praia. Visite também a Capela de Valhelhas, o Lagar Museu e a Ponte Filipina. No artesanato, o destaque vai para a cestaria em vime. O medronheiro e os cogumelos são alguns dos principais elementos da flora. Quanto à fauna, fique atento ao guarda-rios, uma das mais coloridas espécies da avifauna portuguesa. A gastronomia serrana tem presença bem marcada, com os enchidos, queijos e migas a encherem as mesas.

Início

Covão d'Ametade Lat.: 40° 19' 41.52" N Long.: 7° 35' 15.108" W (1 428 m)
Coordenadas:
GD
40.328084, -7.586889
GMS
40°19'41.1"N 7°35'12.8"W
UTM
29T 620045 4465130
w3w 
///limpos.minguante.tais

Destino

Área de Descanso de Valhelhas Lat.: 40° 24' 24.48" N Long.: 7° 24' 7.272" W

Instruções

Após cerca de 1 km percorrido na EN338, o percurso sai à esquerda descendo para o fundo do vale por um carreiro estreito, acompanhando de perto o Zêzere, na margem direita, até o atravessar para se dirigir por um estradão, na margem esquerda, até ao centro de Manteigas.

A partir deste ponto, a GRZ sai da Vila de Manteigas para continuar na margem direita do Zêzere num caminho em balcão, entre faias e carvalhos, com espetaculares vistas sobre o Sameiro e o Vale do Zêzere. Ainda antes de chegar a Vale da Amoreira, a GRZ passa pela Praia Fluvial do Sameiro, onde se encontra igualmente o Parque de Campismo e o Skiparque.

Após o atravessamento da aldeia de Vale de Amoreira, a GRZ segue por um carreiro antigo paralelo à EN232 junto ao rio e ao lado de campos de cultivo. Um pouco antes da entrada no concelho da Guarda, a GRZ oferece uma alternativa (GR 33.1) que atravessa a estrada para subir a encosta e descer depois entre pinheiros em direção ao núcleo urbano da aldeia de Valhelhas. Esta é a alternativa aconselhada nos meses de Inverno ou em alturas de maior pluviosidade, pelo facto de os caudais do Rio Zêzere e da Ribeira de Beijames não permitirem o seu atravessamento a vau. Seguindo o percurso principal (GR 33), a GRZ atravessa a vau o Zêzere para a sua margem direita, para depois atravessar igualmente a vau um dos seus primeiros afluentes (Ribeira de Beijames) antes de subir a encosta, na direção da Praia Fluvial de Valhelhas.

Após cerca de 1 km percorrido na EN338, o percurso sai à esquerda descendo para o fundo do vale por um carreiro estreito, acompanhando de perto o Zêzere, na margem direita, até o atravessar para se dirigir por um estradão, na margem esquerda, até ao centro de Manteigas.

A partir deste ponto, a GRZ sai da Vila de Manteigas para continuar na margem direita do Zêzere num caminho em balcão, entre faias e carvalhos, com espetaculares vistas sobre o Sameiro e o Vale do Zêzere. Ainda antes de chegar a Vale da Amoreira, a GRZ passa pela Praia Fluvial do Sameiro, onde se encontra igualmente o Parque de Campismo e o Skiparque.

Após o atravessamento da aldeia de Vale de Amoreira, a GRZ segue por um carreiro antigo paralelo à EN232 junto ao rio e ao lado de campos de cultivo. Um pouco antes da entrada no concelho da Guarda, a GRZ oferece uma alternativa (GR 33.1) que atravessa a estrada para subir a encosta e descer depois entre pinheiros em direção ao núcleo urbano da aldeia de Valhelhas. Esta é a alternativa aconselhada nos meses de Inverno ou em alturas de maior pluviosidade, pelo facto de os caudais do Rio Zêzere e da Ribeira de Beijames não permitirem o seu atravessamento a vau. Seguindo o percurso principal (GR 33), a GRZ atravessa a vau o Zêzere para a sua margem direita, para depois atravessar igualmente a vau um dos seus primeiros afluentes (Ribeira de Beijames) antes de subir a encosta, na direção da Praia Fluvial de Valhelhas.

Nota


Todas as ocorrências para esta Rota

Coordenadas

GD
40.328084, -7.586889
GMS
40°19'41.1"N 7°35'12.8"W
UTM
29T 620045 4465130
w3w 
///limpos.minguante.tais
Chegada por comboio, carro, a pé ou bicicleta

Ofertas relacionadas

Mountain Bike - Cursos e Roteiros · Centro de Portugal
Passeio de BTT na Grande Rota do Zêzere (GRZ)
a partir de 499,00 €

8 Dias
1

O mundo mudou abruptamente e de uma forma que ninguém poderia prever. As boas notícias são que Portugal tem imensas oportunidades para umas férias ...

Fornecedor:  Portugal A2Z Walking & Biking | Fonte:  Responsible Trails®

Rotas semelhantes nos arredores

 Estas sugestões foram criadas automaticamente.

Perguntas & Respostas

Pergunta de Patrícia Freitas · 18.08.2021 · Community
Boa tarde, estou a pensar subir no sabado de comboio para covilhao com a bike e descer ate constância. Darei feedback e fotos ;) entretanto da covilha ate a torre ha taxis ou outros transportes permitam me velar e a bike ate a torre?... Obrigada
mostrar mais
Respondido por Catarina Almeida - ADXTUR · 19.08.2021 · Aldeias do Xisto
Bom dia, Poderá encontrar em https://bit.ly/3z6dv6E toda a informação sobre a Grande Rota do Zêzere, composta por 370km que não terão que ser percorridos em contínuo. A GRZ está dividida em troços para que possa ser percorrida por sectores. A descrição dos mesmos, nas várias modalidades, pode ser visualizada no mesmo endereço, bem como as condições de segurança e acessibilidade de todos os troços. Note que existem troços fechados devido a obras ou manutenções a decorrer. Esta informação é visível nas ocorrências dos percursos. Para a realização da GRZ aconselhamos que leve consigo o mapa impresso dos percursos e/ou GPS com o track para utilização de GPS. Relativamente a serviços de transferes e /taxis sugerimos que contacte os serviços disponíveis na Cidade da Covilhã: (+351) 275 323 653 ou (+351) 275 033 033 Quaisquer outras questões em que possamos ser úteis disponha.
1 more reply
Pergunta de Roberto Neves · 01.07.2020 · Community
Trilho fechado com mato entre Vale Amoreira e Valhelhas, estrada como alternativa. (06/2020) De resto, excelente!!
mostrar mais
Respondido por Catarina Almeida - ADXTUR · 17.08.2020 · Aldeias do Xisto
Caro Roberto Neves, As Aldeias do Xisto agradecem o seu contributo. A situação que refere "trilho fechado" não se verifica no troço da modalidade de BTT mas sim no trilho pedestre. São distintos. Nesse sentido, e de forma a não induzir em erro outros utilizadores pedimos-lhe que anule a ocorrência. Obrigada e quaisquer outras questões disponha.

Avaliações

5,0
(1)

Fotos da Comunidade


Estado
aberto
Avaliação
Dificuldade
moderado
Distância
29 km
Duração
2:15 h
Elevação
315 m
Declive
1 233 m
Percurso de etapas

Estatísticas

  • Conteúdo
  • Exibir imagens Ocultar imagens
Funções
2D 3D
Mapas e trilhas
Duração : horas
Distância  km
Elevação  m
Declive  m
Ponto mais alto  m
Ponto mais baixo  m
Mova as setas para alterar o recorte.