Caminhada de grande rotarota recomendada

A Caminho do Tejo: Fontes > Área de Descanso do Souto [GR33 - GRZ: Etapa 3]

Caminhada de grande rota · Portugal
LogoAldeias do Xisto
Responsável por este conteúdo:
Aldeias do Xisto Parceiro verificado  Escolha dos Exploradores 
  • Rio Zêzere
    / Rio Zêzere
    Foto: Aldeias do Xisto, Aldeias do Xisto
  • / Miradouro das Fontes
    Foto: Aldeias do Xisto, YTravel, Lda
  • / A Caminho do Tejo: Fontes > Área de Descanso do Souto [GR33 - GRZ: Etapa 3]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / A Caminho do Tejo: Fontes > Área de Descanso do Souto [GR33 - GRZ: Etapa 3]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / A Caminho do Tejo: Fontes > Área de Descanso do Souto [GR33 - GRZ: Etapa 3]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / A Caminho do Tejo: Fontes > Área de Descanso do Souto [GR33 - GRZ: Etapa 3]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Praia Fluvial de Aldeia do Mato
    Foto: Aldeias do Xisto, Aldeias do Xisto
m 300 250 200 150 100 8 7 6 5 4 3 2 1 km
Os 8,4km que se seguem ligam Fontes à Área de Descanso do Souto.
moderado
Distância 8,4 km
2:20 h
330 m
340 m
290 m
126 m
O percurso começa com uma longa descida até à povoação de Sentieiras, seguindo depois em direção à Atalaia, com vistas magníficas para vales e para a barragem situada à direita. Antes de chegar ao Souto, entra em caminhos florestais.

Conselho do autor

A riqueza do ecossistema é um dos elementos mais marcantes desta região. Fique também atento às paisagens sobre a barragem de Castelo de Bode.

Reserve a sua estadia, experiência e refeição em Book in Xisto

 

Resultados da Auditoria RESPONSIBLE TRAILS:

(Última auditoria em Julho de 2020)

 

Sinalização > 4 - tem toda a sinalética necessária (pode faltar uma ou mais marcas mas não é necessário GPS)

Conservação dos caminhos > 4 - Em bom estado de conservação geral mas com zonas pontuais de maior atenção

Conservação geral > 3 - Degradação pontual mas sem impactos negativos na experiência

Estruturas informativas > 3 - Razoavelmente mantidas e com interesse

Estruturas interpretativas > 1 - Inexistentes ou sem o mínimo de qualidade e/ou inúteis

Estruturas de apoio e segurança > 4 - Estruturas essenciais bem mantidas

Interação com comunidade > 4 - Estimula a integração/contactos com a comunidade

Integração na paisagem > 3 - Bem integrado na paisagem mas sem pontos de interesse de relevância

Segurança geral > 4 - Apresenta situações pontuais de baixo risco

Foto do perfil de Aldeias do Xisto
Autor
Aldeias do Xisto
Atualizado: 23.07.2021
Dificuldade
moderado
Técnica
Esforço
Experiência global
Paisagem
Ponto mais alto
290 m
Ponto mais baixo
126 m
Melhor época do ano
jan
fev
mar
abr
mai
jun
jul
ago
set
out
nov
dez

Paragens para descanso

Miradouro das Fontes

Informação de segurança

Atenção ao calor no verão e ao piso escorregadio no inverno. Os níveis de dificuldade e tempos apresentados são apenas indicativos. Foram calculados numa base de esforço físico e não contemplam paragens. Faça a sua estimativa analisando os dados técnicos do troço a percorrer.

 

Mesmo tendo toda a sinalização recomenda-se a utilização de Gps ou App.
Recomenda-se a utilização de bastões, pois o trilho é muito técnico.   
 

 

Contactos Úteis:

SOS Emergência: 112

SOS Floresta: 117

Câmara Municipal de Abrantes: (+351) 241 330 100,

Dicas e sugestões

Apesar de ser uma freguesia recente, Fontes regista no seu território uma presença humana que remonta ao período calcolítico. Banhada na sua totalidade pela albufeira de Castelo de Bode, ostenta um ecossistema rico, resultante da diversificada vegetação existente (pinheiro bravo, eucalipto, medronheiro, urze, oliveiras, entre outras espécies arbóreas). Dada a riqueza natural da região, a exploração florestal e o corte, transporte e comércio de madeiras é uma das atividades económicas mais importantes, assim como a agricultura e a carpintaria. A construção da Barragem hidroelétrica de Castelo do Bode (1951) fez inundar núcleos humanos e terras cultiváveis, o que condicionou a fixação das populações e a sua sustentabilidade. Em contrapartida, facilitou a fruição da paisagem e o acesso às águas do Zêzere.

O Souto é um verdadeiro paraíso natural, envolto por pinhais, com um ecossistema rico resultante da variada vegetação e das excelentes condições de desenvolvimento de espécies piscícolas.

Início

Fontes Lat.: 39° 36' 17.28" N Long.: 8° 13' 40.08" W (295 m)
Coordenadas:
GD
39.604854, -8.227710
GMS
39°36'17.5"N 8°13'39.8"W
UTM
29S 566301 4384186
w3w 
///maquiagem.desembocar.letrona

Destino

Área de Descanso do Souto Lat.: 39° 34' 31.8" N Long.: 8° 14' 33.072" W

Itinerário

Em Fontes, o percurso inicia com uma longa descida que conduz à povoação de Sentieiras. Virando à esquerda, os 1000 metros seguintes, com vistas magníficas para vales e para a barragem situada à direita, são percorridos na berma da estrada até ao lugar de Atalaia. Aqui, o percurso entra em caminhos florestais, os quais após cerca de 4km conduzem às imediações da povoação de Souto, onde encontra a Área de Descanso.

Nota


Toda a informação sobre áreas protegidas

Coordenadas

GD
39.604854, -8.227710
GMS
39°36'17.5"N 8°13'39.8"W
UTM
29S 566301 4384186
w3w 
///maquiagem.desembocar.letrona
Direções de transporte público, carro, a pé ou de bicicleta

Perguntas & Respostas

Faça a primeira pergunta

Aqui pode fazer perguntas ao autor.


Avaliações

Escreva sua primeira avaliação

Partilhe sua opinião com a comunidade.


Fotos da Comunidade


Dificuldade
moderado
Distância
8,4 km
Duração
2:20 h
Desnível acumulado positivo
330 m
Desnível acumulado negativo
340 m
Ponto mais alto
290 m
Ponto mais baixo
126 m
Percurso por etapas

Estatísticas

  • Conteúdo
  • Exibir imagens Ocultar imagens
Funções
2D 3D
Mapas e caminhos
  • 1 Waypoints
  • 1 Waypoints
Distância  km
Duração : horas
Desnível acumulado positivo  m
Desnível acumulado negativo  m
Ponto mais alto  m
Ponto mais baixo  m
Mova as setas para alterar o recorte.