Caminhada de grande rota rota recomendada

Braços do Rio: Área de Descanso da Foz da Sertã > Moinhos da Ribeira [GR33 - GRZ: Etapa 2]

Caminhada de grande rota
Responsável por este conteúdo:
Aldeias do Xisto Parceiro verificado  Escolha dos Exploradores 
  • Braços do Rio: Área de Descanso da Foz da Sertã > Moinhos da Ribeira [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    / Braços do Rio: Área de Descanso da Foz da Sertã > Moinhos da Ribeira [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Braços do Rio: Área de Descanso da Foz da Sertã > Moinhos da Ribeira [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Braços do Rio: Área de Descanso da Foz da Sertã > Moinhos da Ribeira [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Braços do Rio: Área de Descanso da Foz da Sertã > Moinhos da Ribeira [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Moinhos da Ribeira
    Foto: Aldeias do Xisto, YTravel, Lda
m 300 250 200 150 100 4 3 2 1 km
Este percurso, com 4,8km, vai da Área de Descanso da Foz da Sertã a Moinhos da Ribeira por caminhos florestais e estradas asfaltadas.
moderado
Distância 4,8 km
1:20 h
115 m
270 m
Mantendo-se na linha de cumeada, o percurso irá voltar a encontrar a EN 238 após um troço com cerca de 2,4km, primeiro em caminhos florestais e depois em asfalto. Abandonando logo de imediato a estrada principal pela direita, mas continuando em via asfaltada, o percurso inicia uma descida suave de igual distância que irá conduzir ao lugar dos Moinhos da Ribeira e ao encontro da Ribeira da Sertã prestes a encontrar o Zêzere.

Conselho do autor

Prove as tigeladas e procure a cestaria típica desta região.

Reserve a sua estadia, experiência e refeição em Book in Xisto.

 

Resultados da Auditoria RESPONSIBLE TRAILS:

(Última auditoria em Julho de 2020)

 

Sinalização > 4 - tem toda a sinalética necessária (pode faltar uma ou mais marcas mas não é necessário GPS)

Conservação dos caminhos > 4 - Em bom estado de conservação geral mas com zonas pontuais de maior atenção

Conservação geral > 4 - Sem zonas de degradação identificadas

Estruturas informativas > 4 - Sem zonas de degradação identificadas

Estruturas interpretativas > 1 - Inexistentes ou sem o mínimo de qualidade e/ou inúteis

Estruturas de apoio e segurança > 5 - Todas as estruturas recomendáveis bem mantidas

Interação com comunidade > 4 - Estimula a integração/contactos com a comunidade

Integração na paisagem > 3 - Bem integrado na paisagem mas sem pontos de interesse de relevância

Segurança geral > 5 - O meio não esta isento de risco

Foto do perfil de Aldeias do Xisto
Autor
Aldeias do Xisto
Atualizado: 23.07.2021
Dificuldade
moderado
Técnica
Condição
Experiência
Paisagem
Ponto mais alto
313 m
Ponto mais baixo
135 m
Melhor época do ano
jan
fev
mar
abr
mai
jun
jul
ago
set
out
nov
dez

Possibilidade de pausa para descanço

Moinhos da Ribeira
Zona Balnear do Trízio
Praia Fluvial de Fernandaires

Informação de segurança

Atenção ao calor no verão e ao piso escorregadio no inverno. Os níveis de dificuldade e tempos apresentados são apenas indicativos. Foram calculados numa base de esforço físico e não contemplam paragens. Faça a sua estimativa analisando os dados técnicos do troço a percorrer.

 

Mesmo tendo toda a sinalização recomenda-se a utilização de Gps ou App.

 

Contactos Úteis:

SOS Emergência: 112

SOS Floresta: 117

Câmara Municipal da Sertã: 274 600 300,

Dicas e sugestões

O lugar da Foz da Ribeira da Sertã representa a união das freguesias de Cernache de Bonjardim, Nesperal e Palhais, no concelho da Sertã, onde a Ribeira da Sertã desagua no Rio Zêzere. A Ribeira da Sertã nasce no concelho de Oleiros, passa junto à vila com o mesmo nome e continua o seu curso no concelho que lhe dá o nome até chegar ao rio. Nesta localidade existiu outrora uma exploração de águas mineromedicinais, afamada na cura da diabetes, uma indústria de engarrafamento de água e um hotel termal, sendo a água da Foz da Sertã a única água mineromedicinal conhecida que existe no concelho. No final do século XIX iniciou-se no local uma exploração de água mineral, muito apreciada pelas suas caraterísticas medicinais. Mais tarde foi construído um hotel termal e uma fábrica de engarrafamento de água. O local encontra-se abandonado há largos anos, mas continua a ser muito agradável para fins de lazer. Não pode deixar esta região sem provar as tigeladas e conhecer a cestaria artesanal ali produzida.

O percurso termina em Moinhos da Ribeira, que merece o seu nome pelo facto de haver pequenos moinhos ao longo do curso da ribeira e dos pequenos ribeiros que lá desaguam.

Início

Área de Descanso da Foz da Sertã Lat.: 39° 45' 51.48" N Long.: 8° 13' 34.212" W (287 m)
Coordenadas:
GD
39.764471, -8.226184
GMS
39°45'52.1"N 8°13'34.3"W
UTM
29S 566279 4401902
w3w 
///discrição.tomatão.lagostas

Destino

Moinhos da Ribeira Lat.: 39° 46' 24.24" N Long.: 8° 12' 50.4" W

Instruções

Mantendo-se na linha de cumeada, o percurso irá voltar a encontrar a EN 238 após um troço com cerca de 2,4km, primeiro em caminhos florestais e depois em asfalto. Abandonando logo de imediato a estrada principal pela direita, mas continuando em via asfaltada, o percurso inicia uma descida suave de igual distância que irá conduzir ao lugar dos Moinhos da Ribeira e ao encontro da Ribeira da Sertã prestes a encontrar o Zêzere.

Nota


Todas as ocorrências para esta Rota

Coordenadas

GD
39.764471, -8.226184
GMS
39°45'52.1"N 8°13'34.3"W
UTM
29S 566279 4401902
w3w 
///discrição.tomatão.lagostas
Chegada por comboio, carro, a pé ou bicicleta

Perguntas & Respostas

Faça a primeira pergunta

Aqui você pode fazer perguntas para o autor.


Avaliações

Escreva sua primeira avaliação

Seja o primeiro a avaliar e ajude outros usuários


Fotos da Comunidade


Dificuldade
moderado
Distância
4,8 km
Duração
1:20 h
Elevação
115 m
Declive
270 m
Percurso de etapas

Estatísticas

  • Conteúdo
  • Exibir imagens Ocultar imagens
Funções
2D 3D
Mapas e trilhas
Duração : horas
Distância  km
Elevação  m
Declive  m
Ponto mais alto  m
Ponto mais baixo  m
Mova as setas para alterar o recorte.