Caminhada de grande rota rota recomendada

O Selvagem Início: Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapa 3]

Caminhada de grande rota · fechado
Responsável por este conteúdo:
Aldeias do Xisto Parceiro verificado  Escolha dos Exploradores 
  • O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / O Selvagem Início - Vale de Amoreira > Valhelhas [GR33 - GRZ: Etapas 3 - 3.1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
m 650 600 550 500 450 8 7 6 5 4 3 2 1 km

O percurso segue por um carreiro antigo paralelo à EN232 junto ao rio e campos de cultivo. Leva-o a até à Ribeira de Beijames e sobe em direção à Praia Fluvial de Valhelhas.

Esta etapa encontra-se encerrada.
Deverá seguir a estrada de alcatrão até ao início da variante GR33 - GRZ: Etapa 3.1

fechado
fácil
Distância 8,1 km
2:10 h
407 m
1 294 m
Neste ponto, e após o atravessamento da aldeia de Vale de Amoreira, a GRZ segue por um carreiro antigo paralelo à EN232 junto ao rio e ao lado de campos de cultivo. Um pouco antes da entrada no concelho da Guarda, a GRZ oferece uma alternativa (GR 33.1) que atravessa a estrada para subir a encosta e descer depois entre pinheiros em direção ao núcleo urbano da aldeia de Valhelhas. Esta é a alternativa aconselhada nos meses de Inverno ou em alturas de maior pluviosidade, pelo facto de os caudais do Rio Zêzere e da Ribeira de Beijames não permitirem o seu atravessamento a vau. Seguindo o percurso principal (GR 33), a GRZ atravessa a vau o Zêzere para a sua margem direita, para depois atravessar igualmente a vau um dos seus primeiros afluentes (Ribeira de Beijames) antes de subir a encosta, na direção da Praia Fluvial de Valhelhas. São pouco mais de 8km de extensão.

Conselho do autor

Contemple a envolvente natural existente e os sublimes recantos do Parque Natural da Serra da Estrela. 

Reserve a sua estadia, experiência e refeição em Book in Xisto

Esta etapa encontra-se encerrada. 
Deverá seguir a estrada de alcatrão até ao início da variante GR33 - GRZ: Etapa 3.1

Foto do perfil de Aldeias do Xisto
Autor
Aldeias do Xisto
Atualizado: 15.10.2020
Dificuldade
fácil
Condição
Ponto mais alto
1 454 m
Ponto mais baixo
554 m
Melhor época do ano
jan
fev
mar
abr
mai
jun
jul
ago
set
out
nov
dez

Informação de segurança

Atenção ao calor no verão e ao piso escorregadio no inverno. Os níveis de dificuldade e tempos apresentados são apenas indicativos. Foram calculados numa base de esforço físico e não contemplam paragens. Faça a sua estimativa analisando os dados técnicos do troço a percorrer.

 

Contactos úteis

SOS Emergência: 112

SOS Floresta: 117

Câmara Municipal de Manteigas: (+351) 275 980 000 | turismo@cm-manteigas.pt

Câmara Municipal da Guarda: (+351) 271 220 220 | geral@mun-guarda.pt

Dicas e sugestões

É de aproveitar a passagem em Vale da Amoreira para visitar o Cruzeiro, a Igreja Matriz, a Fonte das Alminhas e outros fontanários. As praias fluviais e as paisagens naturais são também elementos marcantes desta localidade. Banhada pelas águas calmas, límpidas e frescas do rio Zêzere e marginada de frondosos choupos, amieiros, freixos e salgueiros, a Praia Fluvial de Valhelhas proporciona aos seus visitantes a contemplação de toda a envolvente natural existente num dos sublimes recantos do Parque Natural da Serra da Estrela. Já integrada no concelho da Guarda, está inserida na extremidade do Vale Glaciar da Serra da Estrela, na paisagem íngreme revestida de xisto onde o Rio Zêzere serpenteia por entre terrenos cultivados, pomares, floresta e bosques ribeirinhos. Ao longo do ano são vários os quadros que estas paisagens podem oferecer: no Inverno a neve cobre o cimo das serras, os tons outonais e o verde primaveril proporcionam ambientes únicos e no verão as águas frescas e translúcidas fazem as delícias dos frequentadores da praia.

Visite também a Capela de Valhelhas, o Lagar Museu e a Pomte Filipina. No artesanato, o destaque vai para a cestaria em vime.

 

Os pratos confecionados à base do peixe do rio são de prova obrigatória. O medronheiro e os cogumelos são alguns dos principais elementos da flora. Quanto à fauna, fique atento ao guarda-rios, uma das mais coloridas espécies da avifauna portuguesa. A gastronomia serrana tem presença bem marcada, com os enchidos, queijos e migas a encherem as mesas.

Início

Vale da Amoreira Lat.: 40° 24' 45.72" NLong.: 7° 26' 51.612" W (551 m)
Coordenadas:
GD
40.412824, -7.447636
GMS
40°24'46.2"N 7°26'51.5"W
UTM
29T 631710 4474735
w3w 
///refulgente.fiorde.retido

Destino

Valhelhas

Instruções

Após o atravessamento da aldeia de Vale de Amoreira, a GRZ segue por um carreiro antigo paralelo à EN232 junto ao rio e ao lado de campos de cultivo. Um pouco antes da entrada no concelho da Guarda, a GRZ oferece uma alternativa (GR 33.1) que atravessa a estrada para subir a encosta e descer depois entre pinheiros em direção ao núcleo urbano da aldeia de Valhelhas. Esta é a alternativa aconselhada nos meses de Inverno ou em alturas de maior pluviosidade, pelo facto de os caudais do Rio Zêzere e da Ribeira de Beijames não permitirem o seu atravessamento a vau. Seguindo o percurso principal (GR 33), a GRZ atravessa a vau o Zêzere para a sua margem direita, para depois atravessar igualmente a vau um dos seus primeiros afluentes (Ribeira de Beijames) antes de subir a encosta, na direção da Praia Fluvial de Valhelhas.

Nota


Todas as ocorrências para esta Rota

Coordenadas

GD
40.412824, -7.447636
GMS
40°24'46.2"N 7°26'51.5"W
UTM
29T 631710 4474735
w3w 
///refulgente.fiorde.retido
Chegada por comboio, carro, a pé ou bicicleta

Perguntas & Respostas

Faça a primeira pergunta

Aqui você pode fazer perguntas para o autor.


Avaliações

Escreva sua primeira avaliação

Seja o primeiro a avaliar e ajude outros usuários


Fotos da Comunidade


Estado
fechado
Dificuldade
fácil
Distância
8,1 km
Duração
2:10 h
Elevação
407 m
Declive
1 294 m
Percurso de etapas

Estatísticas

  • Conteúdo
  • Exibir imagens Ocultar imagens
Funções
2D 3D
Mapas e trilhas
Duração : horas
Distância  km
Elevação  m
Declive  m
Ponto mais alto  m
Ponto mais baixo  m
Mova as setas para alterar o recorte.