Grande Travessia de BTT rota recomendada

Meandros [GR33 - GRZ: BTT Setor 4]

· 1 review · Grande Travessia de BTT
Responsável por este conteúdo:
Aldeias do Xisto Parceiro verificado  Escolha dos Exploradores 
  • Meandros: Admoço > Cambas [GR33 - GRZ: Etapa 6]
    / Meandros: Admoço > Cambas [GR33 - GRZ: Etapa 6]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Meandros: Admoço > Cambas [GR33 - GRZ: Etapa 6]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Meandros: Admoço > Cambas [GR33 - GRZ: Etapa 6]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Meandros: Admoço > Cambas [GR33 - GRZ: Etapa 6]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Meandros: Admoço > Cambas [GR33 - GRZ: Etapa 6]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • /
    Foto: Andreia Gonçalves - ADXTUR, Aldeias do Xisto
  • /
    Foto: Andreia Gonçalves - ADXTUR, Aldeias do Xisto
  • / Meandros: Área de Descanso de Janeiro de Baixo > Admoço [GR33 - GRZ: Etapa 5]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Meandros: Janeiro de Cima > Área de Descanso do Açude de Janeiro de Cima [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Meandros: Janeiro de Cima > Área de Descanso do Açude de Janeiro de Cima [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Meandros: Janeiro de Cima > Área de Descanso do Açude de Janeiro de Cima [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Meanders - Dornelas do Zêzere > Janeiro de Cima - GRZ: Stage 1
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Meandros: Dornelas do Zêzere > Janeiro de Cima [GR33 - GRZ: Etapa 1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
  • / Meandros: Dornelas do Zêzere > Janeiro de Cima [GR33 - GRZ: Etapa 1]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
m 450 400 350 300 20 15 10 5 km Lameirinhos Casa de Campo Casa das Tecedeiras Casa Cova do Barro Solar Vicente Fiado Restaurante
Com 23,1km, Meandros é o quarto setor da Grande Rota do Zêzere. Liga Dornelas do Zêzere, no concelho de Pampilhosa da Serra, a Cambas, no concelho de Oleiros. Passa pelas Aldeias do Xisto de Janeiro de Cima e Janeiro de Baixo e respetivas áreas de descanso e Admoço.
moderado
Distância 22,7 km
2:20 h
276 m
345 m

Conselho do autor

Visite as Aldeias do Xisto de Janeiro de Cima e Janeiro de Baixo e admire as famosas curvas dos meandros do Zêzere.

Reserve a sua estadia, experiência e refeição em Book in Xisto.

 

Resultados da Auditoria RESPONSIBLE TRAILS:

(Última auditoria em Julho de 2020)

 

Sinalização > 3 - Falta sinalização em pelo menos um cruzamento que compromete a orientação sem mapa ou GPS

Conservação dos caminhos > 5 - Em bom estado de conservação e sem riscos identificados

Conservação geral > 4 - Sem zonas de degradação identificadas

Estruturas informativas > 4 - Bem mantidas e com interesse

Estruturas interpretativas > 1 - Inexistentes ou sem o mínimo de qualidade e/ou inúteis

Estruturas de apoio e segurança > 5 - Todas as estruturas recomendáveis bem mantidas

Interação com comunidade > 5 - Forte ligação à comunidade onde se insere e estimulo da interação

Integração na paisagem > 5 - Perfeitamente integrado na paisagem, explorando pontos de interesse relevantes

Segurança geral > 4 - Apresenta situações pontuais de baixo risco

Foto do perfil de Aldeias do Xisto
Autor
Aldeias do Xisto
Atualizado: 23.07.2021
Dificuldade
moderado
Técnica
Condição
Experiência
Paisagem
Ponto mais alto
435 m
Ponto mais baixo
301 m
Melhor época do ano
jan
fev
mar
abr
mai
jun
jul
ago
set
out
nov
dez

Possibilidade de pausa para descanço

Praia Fluvial de Janeiro de Baixo
Casa de Janeiro
Casa Cova do Barro
Xisto Camping
Parque Fluvial da Lavandeira - Janeiro de Cima
Praia Fluvial de Cambas
Casa da Pedra Rolada
Fiado Restaurante
Adega dos Apalaches
Casa da Ladeira
Lameirinhos Casa de Campo
Casa do Silvério
Miradouro de Santa Luzia
Barragem de Santa Luzia
Centro de BTT de Pampilhosa da Serra
Miradouro do Cabeço do Mosqueiro
Miradouro Barragem de Santa Luzia (Margem direita)
Praia Fluvial de Albufeira de Santa Luzia
Passadiços do Orvalho
Aldeia do Xisto de Janeiro de Baixo
Aldeia do Xisto de Janeiro de Cima
Casa das Tecedeiras
Loja Aldeias do Xisto da Casa das Tecedeiras

Informação de segurança

Atenção ao calor no verão e ao piso escorregadio no inverno. Os níveis de dificuldade e tempos apresentados são apenas indicativos. Foram calculados numa base de esforço físico e não contemplam paragens. Faça a sua estimativa analisando os dados técnicos do troço a percorrer.

 

Recomenda-se a utilização de Gps ou App, pois existem alguns cruzamentos sem sinalização.

 

Contactos Úteis

SOS Emergência: 112

SOS Floresta: 117

Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra: (+351) 235 590 320 | municipio@cm-pampilhosadaserra.pt

Câmara Municipal do Fundão: (+351) 275 779 060 | municipio-fundao@cm-fundao.pt

Câmara Municipal de Oleiros: (+351) 272 680 130 | geral@cm-oleiros.pt

Dicas e sugestões

Esta travessia do Zêzere, em Dornelas, é secular e ancestral e está carregada de mitos, lendas e algumas tragédias. Foi já no século XX que a frágil e perigosa barca foi substituída pela antiga ponte de madeira existente, ligeiramente a jusante da atual travessia viária. Tem como património edificado a Igreja Matriz. A Praia Fluvial situada na ribeira de Dornelas, que em tempos ancestrais dividia a aldeia, é hoje um local refrescante e de lazer. Visite também o Museu Etnográfico.

O casario em alvenaria de pedra de xisto, densamente pontilhada por seixos rolados provenientes do leito do Zêzere, faz de Janeiro de Cima uma aldeia singular. Uma malha urbana única mergulha em labirínticos quelhos e quelhas, desaguando na Igreja Velha, em redor da qual se formou a povoação. A Igreja Nova situa-se na entrada da aldeia e forma, com o centro paroquial e o café, a zona de acolhimento por excelência e pólo dinamizador do aglomerado. Reza a lenda que um nobre, ao morrer, resolveu legar os seus bens aos dois filhos de nome Januários. Assim nasceu Janeiro de Cima, na margem esquerda, e Janeiro de Baixo na margem direita. O curso de água e uma densa vegetação de pinheiro são elementos da paisagem circundante. As duas margens eram antigamente unidas por uma barca pública que transportava as pessoas e os animais entre os concelhos do Fundão e de Pampilhosa da Serra. Lá do alto gritava-se “Ó da Barca!” para solicitar os serviços do barqueiro. Hoje a barca ainda existe: a tradição foi preservada e a embarcação fielmente reconstruída. Visite as Igrejas e a casa das Tecedeiras. Refresque-se no Parque Fluvial da Lavandeira.

 A Praia Fluvial, classificada como praia acessível, o parque de campismo rural, o parque de Merendas, o complexo desportivo, o tronco de ferrar, a casa paroquial, as cristas quartzíticas integradas no Geo-Parque Naturtejo (UNESCO), e os meandros do Zêzere são recursos naturais e turísticos de relevância que não pode deixar de visitar na Aldeia do Xisto de Janeiro de Baixo.

A Garganta do Zêzere é um corte geológico existente num local também conhecido por Malhada Velha, fundamental para testemunhar a história geológica do território dos últimos 600 milhões de anos. A vertente que integra a margem esquerda constitui o Cabeço Mosqueiro, no topo do qual (360m) se situa um Miradouro. Um antigo ninho de águias transformado em aprazível parque de merendas. Além dos icnofósseis, aqui pode contemplar o Zêzere que corre neste vale profundo e sinuoso. Com sorte, poderá ainda encontrar o têucrio. Embora o destaque vá para o rio, o olhar vagueia por uma miríade de montanhas: as serras da Gardunha e da Estrela, com uma perspetiva privilegiada do magnífico vale glaciário de Alforfa, rasgado nos granitos, os alinhamentos montanhosos quartzíticos da Serra do Muradal e dos Penedos de Góis e as serras xistentas de Açor, Lousã e Cabeço Rainha.

Início

Dornelas do Zêzere Lat.: 40° 6' 6.84" N Long.: 7° 44' 45.852" W (371 m)
Coordenadas:
GD
40.100319, -7.747084
GMS
40°06'01.1"N 7°44'49.5"W
UTM
29T 606793 4439644
w3w 
///balanço.incêndios.colhedora

Destino

Cambas Lat.: 40° 0' 31.32" N Long.: 7° 50' 39.948" W

Instruções

A travessia sobre o Zêzere no açude de Dornelas leva-o em direção a Alqueidão. Deve ser efetuada com cuidado, em particular durante os períodos chuvosos. Em caso de impossibilidade de passagem, existe uma derivação do percurso principal que utiliza a ponte rodoviária. A partir de Alqueidão, quase sempre na proximidade da sua margem esquerda e com passagem por um parque de merendas, o percurso acompanha o rio Zêzere durante 8,5 km. Após esta distância a GRZ irá utilizar a berma da estrada para, percorridos mais 1000 metros, chegar à Aldeia do Xisto de Janeiro de Cima.

O percurso abandona a Aldeia do Xisto de Janeiro de Cima através do açude no Parque Fluvial da Lavandeira. Inicia depois uma acentuada subida até à Área de Descanso da localidade. Caso não seja possível a passagem pelo açude, existe uma derivação do percurso principal pela ponte rodoviária em direção à Aldeia do Xisto de Janeiro de Baixo. 

 Chegado ao cimo da colina, o percurso toma um caminho mais largo e segue em frente e quase paralelo ao rio. 1 km percorrido, a GRZ entra em asfalto e recebe quase de imediato a companhia da GRAX-GR21.1 que a irá acompanhar até à Aldeia do Xisto de Janeiro de Baixo. Nas imediações da ponte rodoviária, entra em caminho de terra para mais à frente realizar um pequeno troço comum também à PR4 PPS. De volta à estrada, será por esta que irá chegar a Janeiro de Baixo e em conjunto com as outras duas rotas contornar o parque de campismo em direção à Praia Fluvial. 

O percurso da GRZ segue em conjunto com o Caminho do Xisto PR4 PPS, em direção à Aldeia do Xisto de Janeiro de Baixo. Antes de entrar no centro da aldeia, vira à esquerda e segue pelo antigo caminho que unia Janeiro de Baixo a Admoço. Este trilho segue em terreno plano na direção da garganta quartzítica que o Zêzere esculpiu. Perto da casa de xisto os dois percursos separam-se com a GRZ a virar à direita e subir até à estrada que liga as povoações referidas anteriormente. 

Uma centena de metros adiante, junta-se à GRZ o caminho do xisto PR4 PPS, para em conjunto atingirem o local conhecido por Antro dos Penedos. Na linha do horizonte, fica uma das mais belas paisagens de toda a Grande Rota do Zêzere - juntando os dois Janeiros, o de Cima e o de Baixo, a Serra do Machialinho e os Meandros do Zêzere, que são classificados como geossítio pela UNESCO. Cerca de 500 metros abaixo, a PR4 PPS afasta-se da GRZ, prosseguindo por mais 1 km até Admoço. 

Após cerca de 3,5km, o percurso passa próximo da Ponte de Cambas (à esquerda), que durante muitos anos foi a única ligação nas redondezas entre o distrito de Castelo Branco e o de Coimbra. Após poucas centenas de metros abandona a estrada nacional para descer para a Praia Fluvial de Cambas, local onde se encontra uma Estação Intermodal. Mais 500 metros percorridos e chega à localidade com o mesmo nome.

Nota


Todas as ocorrências para esta Rota

Coordenadas

GD
40.100319, -7.747084
GMS
40°06'01.1"N 7°44'49.5"W
UTM
29T 606793 4439644
w3w 
///balanço.incêndios.colhedora
Chegada por comboio, carro, a pé ou bicicleta

Equipamento

Equipamento Básico

  • Capacete de ciclismo
  • Luvas de ciclismo
  • Calçado resistente, confortável e de preferência impermeável
  • Roupas em camadas, que absorvem a umidade
  • Mochila, com capa de chuva
  • Proteção contra sol, chuva e vento (chapéu, filtro solar, jaqueta impermeável e corta-vento / guarda-chuva)
  • Óculos de sol
  • Quantidade suficiente de água potável e lanches
  • Kit de primeiros socorros, incluindo kit para bolhas
  • Bivaque / saco de emergência
  • Manta de sobrevivência
  • Lanterna de cabeça
  • Canivete
  • Apito
  • Celular
  • Dinheiro
  • Equipamento de navegação / mapa e bússola
  • Contactos de emergência
  • Documento de identificação

Equipamento Técnico para Grande Travessias de BTT

  • Bomba de ar ou bomba de CO2 incluindo cartuchos
  • Kit para reparo de furos
  • Câmara de ar extra
  • Desmonta pneus
  • Ferramentas para corrente
  • Chaves hexadecimais
  • Chave inglesa falada / de raios
  • Abraçadeiras
  • Lubrificante
  • Chaves de fenda
  • Suporte para celular / dispositivo, conforme necessário
  • Cadeado para bicicleta, conforme necessário
  • Quando aplicável, a bicicleta deve atender aos requisitos para uso em estradas, ter uma campainha, luzes dianteiras e traseiras, e refletores
  • Sistema de bagagem conforme necessário para a duração da viagem: cestos com suportes
  • Alforjes e bolsas para guidão / selim / quadro
  • Recomenda-se paralamas

longDistanceMountainBikingCamping

  • Barraca (3 ou 4 estações)
  • Fogareiro (inclusive combustível e utensílios)
  • Colchonete. Saco de dormir com classificação de temperatura adequada.
  • Comida
  • Artigos de higiene e medicamentos
  • Papel higiênico

Coisas a levar se ficar num Abrigo de Montanha

  • Artigos de higiene e medicamentos
  • Toalha de secagem rápida
  • Protetor de ouvido
  • Forro para saco de dormir
  • Pijama
  • Cartão de identificação do Clube Alpino, se aplicável
  • Máscara facial e desinfetante para mãos
  • As listas de equipamento 'básico' e 'técnico' são geradas com base na atividade selecionada. Elas não são exaustivas e servem apenas de sugestão.
  • Para sua segurança, leia atentamente as instruções de utilização e manutenção do seu equipamento.
  • Certifique-se de que o seu equipamento cumpre as leis locais e não inclui artigos restritos.

Perguntas & Respostas

Faça a primeira pergunta

Aqui você pode fazer perguntas para o autor.


Avaliações

5,0
(1)

Fotos da Comunidade


Avaliação
Dificuldade
moderado
Distância
22,7 km
Duração
2:20 h
Elevação
276 m
Declive
345 m
Percurso de etapas Rota linear

Estatísticas

  • Conteúdo
  • Exibir imagens Ocultar imagens
Funções
2D 3D
Mapas e trilhas
Duração : horas
Distância  km
Elevação  m
Declive  m
Ponto mais alto  m
Ponto mais baixo  m
Mova as setas para alterar o recorte.