Grande Travessia de BTT rota recomendada Etapa 6

Só tu e o Rio [GR33 -GRZ: BTT Setor 6]

Grande Travessia de BTT · Portugal · fechado
Responsável por este conteúdo:
Aldeias do Xisto Parceiro verificado  Escolha dos Exploradores 
  • Só tu e o Rio: Ponte Filipina > Área de Descanso de Cabeço Mourisco [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Só tu e o Rio: Ponte Filipina > Área de Descanso de Cabeço Mourisco [GR33 - GRZ: Etapa 2]
    Foto: Diogo Martins, Aldeias do Xisto
m 300 200 100 20 15 10 5 km
Só Tu e o Rio é o nome do 6.º sector da Grande Rota do Zêzere. Com um total de 22,9km, decorre entre Pedrógão Pequeno, concelho da Sertã, e Bouçã, no concelho de Figueiró dos Vinhos. Passa pela Ponte Filipina, Área de Descanso de Cabeço Mourisco, Atalaia Norte, Atalaia Sul, Área de Descanso do Miradouro da Bouçã e Bouçã.
fechado
moderado
Distância 22,9 km
2:30 h
452 m
671 m
369 m
136 m

Conselho do autor

Atravesse a Ponte Filipa, classificada como Monumento Nacional, e delicie-se com a sopa de peixe.
Conheça as histórias e descubra o património natural e cultural da região.

Reserve a sua estadia, experiência e refeição em Book in Xisto.

 

Resultados da Auditoria RESPONSIBLE TRAILS:

(Última auditoria em Julho de 2020)

 

Sinalização > 2 - Falta muita sinalização (necessário GPS ou mapa)

Conservação dos caminhos > 3 - Degradação que dificulta a progressão

Conservação geral > 3 - Degradação pontual mas sem impactos negativos na experiência

Estruturas informativas > 3 - Razoavelmente mantidas e com interesse

Estruturas interpretativas > 1 - Inexistentes ou sem o mínimo de qualidade e/ou inúteis

Estruturas de apoio e segurança > 4 - Estruturas essenciais bem mantidas

Interação com comunidade > 3 - Interação/contactos pontuais com a comunidade

Integração na paisagem > 5 - Perfeitamente integrado na paisagem, explorando pontos de interesse relevantes

Segurança geral > 3 - Apresenta várias situações de baixo risco

Foto do perfil de Aldeias do Xisto
Autor
Aldeias do Xisto
Atualizado: 23.07.2021
Dificuldade
moderado
Técnica
Esforço
Experiência global
Paisagem
Ponto mais alto
369 m
Ponto mais baixo
136 m
Melhor época do ano
jan
fev
mar
abr
mai
jun
jul
ago
set
out
nov
dez

Tipos de caminhos

Mostrar perfil de elevação

Para descansar

Aldeia do Xisto de Pedrógão Pequeno
Praia Fluvial da Albufeira do Cabril
Aldeia do Xisto do Mosteiro
Praia Fluvial de Mosteiro

Informação de segurança

Atenção ao calor no verão e ao piso escorregadio no inverno. Os níveis de dificuldade e tempos apresentados são apenas indicativos. Foram calculados numa base de esforço físico e não contemplam paragens. Faça a sua estimativa analisando os dados técnicos do troço a percorrer.

As etapas 3 e 4 este sector encontram-se encerrados devido a derrocada. Consulte as condições atuais.

Recomenda-se a utilização de Gps ou App, pois existem vários cruzamentos sem sinalização.

 

Contactos Úteis

SOS Emergência: 112

SOS Floresta: 117
Câmara Municipal de Pedrógão Grande: (+351) 236 480 150,  

Câmara Municipal da Sertã: (+351) 274 600 300 | 

 

Dicas e sugestões

A Igreja Matriz e a Ponte Filipina, classificada como Monumento Nacional, são os principais pontos de interesse da Aldeia do Xisto de Pedrógão Pequeno. A Ponte Filipina de Pedrógão Pequeno foi construída durante o século XVII, na altura em que Portugal era regido por monarcas de origem espanhola. A provável data de edificação compreende o período entre 1607 e 1610, e a sua função era substituir uma antiga ponte de madeira, de origem romana (de que ainda existem vestígios), que ligava as duas margens do rio Zêzere. Construída em cantaria, a ponte assenta em três arcos e mede 62,4 metros de altura. A estrada de acesso a esta ponte só foi construída em 1860, visto que até então esta só seria acessível a pé ou a cavalo. Com a construção da Barragem do Cabril, a ponte deixou de ser utilizada, entrando em ruína. Já durante o novo século, foram efetuadas obras de beneficiação, que tornaram a ponte e a estrada de acesso em verdadeiros pontos turísticos. Nesta região, terá oportunidade de contactar com um património natural e cultural de valor incalculável. São disso exemplos o Penedo Granada, local de meditação do Frei Luís de Granada e de inspiração do poeta Luís Vaz de Camões para o seu poema “O Pomar Venturoso”; a Ribeira de Pera, que nasce na serra da Lousã e que, além da vegetação luxuriante das suas galerias ripícolas, transporta-nos ao passado e à lenda da Princesa Peralta, filha do Rei Arunce, que por aqui passeava com as suas aias; os Moinhos de Rodízio, que foram uma das mais importantes atividades económicas e sociais desde os primórdios da nacionalidade. Não pode partir sem provar a sopa de peixe.

Na Área de Descanso de Cabeço Mourisco, encontra-se dentro do limite da Albufeira da Bouçã. Desfrute do verde da paisagem, dos sons e dos aromas que a natureza tem para oferecer. 

A Atalaia Norte é um espaço muito importante do ponto de vista ecológico pois, por exemplo, em noites de lua cheia, as bogas, por alturas da sua desova, vêm bater-se neste local. Também a lontra encontrou aqui o seu habitat e poderá facilmente encontrar vestígios da sua presença. 

Antes da construção da barragem da Bouçã, as margens do rio Zêzere tinham uma ocupação essencialmente agrícola. No Vale do Braçal, ainda é possível observar alguns dos taludes construídos em pedra da região, onde resistem alguns pés de oliveira e algumas videiras. Quando semeados os taludes produziam essencialmente cereais e batata. Hoje os terrenos agrícolas vão sendo ocupados por diferentes espécies florestais, destacando-se o eucalipto e o pinheiro bravo. Por aqui também vai encontrar a murta, arbusto aromático que pode atingir até cinco metros de altura, com ramos numerosos e densos. Tem interesse ornamental, medicinal e os seus ramos são utilizados no curtimento das azeitonas.  

A Barragem da Bouçã está localizada na freguesia da Graça, concelho de Pedrógão Grande. Foi construída no Rio Zêzere, junto à pequena localidade da Bouçã, a jusante da barragem do Cabril e a montante da barragem do Castelo de Bode. A barragem da Bouçã apresenta uma característica que a diferencia de todas as outras barragens: a descarga de água é efetuada por cima do paredão, provocando uma cascata de água com 63 metros de altura, criando um cenário único e indescritível. Apesar de se tratar de uma albufeira destinada essencialmente à produção de energia elétrica começa a ser procurada para diversas atividades de cariz desportivo e ambiental, como é o caso da pesca, da canoagem, dos passeios pedestres e de BTT. Nas encostas mais expostas a vegetação é marcada pela presença de estevas, giestas, carquejas e tojos.

Início

Pedrógão Pequeno Lat.: 39° 54' 13.32" N Long.: 8° 7' 56.748" W (366 m)
Coordenadas:
GD
39.903879, -8.132427
GMS
39°54'14.0"N 8°07'56.7"W
UTM
29S 574160 4417449
w3w 
///cruzadores.namoros.adotivo
Mostrar no mapa

Destino

Bouçã Lat.: 39° 51' 21.96" N Long.: 8° 13' 30" W

Itinerário

Deixando Pedrógão Pequeno em conjunto com a pequena rota, esta etapa da GRZ encontra, algumas centenas de metros adiante, uma estrada romana, única via terrestre existente até 1954 para a ligação das margens do rio Zêzere. Descendo esta ziguezagueante via, 200 metros acima da Ponte Filipina, as rotas divergem com a PR a desembocar na Estação Intermodal do Moinho das Freiras. No percurso principal, após a ponte, inicia-se a subida que conduz ao próximo painel informativo. 

Após percorrer cerca de 250 metros e passar nas proximidades do Penedo Granada, o percurso entra numa acentuada descida, em piso muito irregular, que irá conduzir à Ribeira de Pera junto à sua foz. Depois de atravessar por uma ponte pedonal e passar junto aos Moinhos de Rodízio, a GRZ inicia uma subida que, no seu ponto mais elevado, permite o acesso a um Leitor de Paisagem. Os 3,7 km seguintes são percorridos perto do rio do qual se aproxima progressivamente e até atingir uma Área de Descanso. 

Siga as marcações até à Ribeira dos Nunes, local onde a GRZ se encontra com a PR8 PGR “Marginal da Albufeira da Bouçã”. Ambos os percursos seguem por estradão florestal, com o rio Zêzere sempre ao lado. Percorridos cerca de 4,5 km, encontra a estação intermodal da Bouçã, onde há um pequeno parque de merendas e outras estruturas de apoio. Após mais 500 metros de idênticas características, este troço termina num Painel Informativo. Dada a impossibilidade de obter água potável ou qualquer outro tipo de abastecimento, nos quilómetros seguintes da GRZ, analise a informação de aviso. 

A GRZ e o PR8 PGR - Marginal da Albufeira da Bouçã separam-se neste local conhecido por Vale do Braçal. O percurso da GRZ neste sentido irá manter a proximidade com a água durante pouco mais de 2 km, após os quais inicia uma subida que leva a um miradouro e área de descanso, onde poderá repousar e observar a barragem da Bouçã. 

Após este local e vencida a subida inicial, a GRZ irá manter-se durante cerca de 1km numa zona elevada dominada pelo eucalipto e por uma intrincada rede de caminhos florestais. A descida que se segue, com uma extensão de aproximadamente 800 metros, irá cruzar uma linha de água e conduzir a uma estrada municipal. Tomando esta via pela esquerda, e novamente em ligeira descida, o percurso continua em asfalto até à ponte da Bouçã, local onde termina este troço.

Nota


Toda a informação sobre áreas protegidas

Coordenadas

GD
39.903879, -8.132427
GMS
39°54'14.0"N 8°07'56.7"W
UTM
29S 574160 4417449
w3w 
///cruzadores.namoros.adotivo
Mostrar no mapa
Direções de transporte público, carro, a pé ou de bicicleta

Percursos semelhantes nas imediações

 Estas sugestões foram criadas automaticamente.

Perguntas & Respostas

Faça a primeira pergunta

Aqui pode fazer perguntas ao autor.


Avaliações

Escreva sua primeira avaliação

Partilhe sua opinião com a comunidade.


Fotos da Comunidade


Estado
fechado
Dificuldade
moderado
Distância
22,9 km
Duração
2:30 h
Desnível acumulado positivo
452 m
Desnível acumulado negativo
671 m
Ponto mais alto
369 m
Ponto mais baixo
136 m
Percurso por etapas

Estatísticas

  • Conteúdo
  • Exibir imagens Ocultar imagens
Funções
2D 3D
Mapas e caminhos
  • 8 Pontos de interesse
  • 8 Pontos de interesse
Distância  km
Duração : horas
Desnível acumulado positivo  m
Desnível acumulado negativo  m
Ponto mais alto  m
Ponto mais baixo  m
Mova as setas para alterar o recorte.